quarta-feira, 22 de abril de 2015

Programação Semanal da Brechoteca - Biblioteca Popular

Olá, Pessoal!

O mês ainda não acabou mas já tem novidade boa na programação da Brechoteca - Biblioteca Popular!
A novidade é a oficina de Xadrez e Literatura, que  tem o objetivo de utilizar o xadrez como importante ferramenta de aproximação com a leitura.
Essa oficina será realizada pelo Serginho Poeta que além de escritor e comediante, é historiador e arte-educador. A oficina tem duração de dois meses e faz parte do projeto Sarau do Binho - Rumos/Itaú Cultural.
Fique atento a programação e venha participar com a gente!



quarta-feira, 8 de abril de 2015

I Encontro da Beleza, Encontrando a Si Mesma

Há bastante tempo nós do Coletivo Achadouros de Histórias nos deparamos com situações, cenas  e experiências sobre questões étnico-raciais, especialmente ligadas a cabelo no cotidiano da Brechoteca. O cabelo tem seus simbolismos, gostar do cabelo é gostar do seu corpo, se respeitar.  E é na primeira infância que começamos a construir nossa identidade e bases psicológicas por meio dos valores que introjetamos, das trocas sociais que vivemos. É nesse jogo entre a subjetividade que está se formando, a família e a convivência social que, aos poucos, estruturamos nossa identidade. 

As classes dominantes, a mídia e toda uma questão sócio-histórica  vem tentando nos dizer que existe apenas um padrão de beleza. Somos massacrados diariamente, nos dizem que para ser bonito e bem sucedido precisamos ser branco, alto, magro, ter o cabelo liso, ser rico, estar "bem arrumado", precisamos consumir etc.

Pensando um pouco nestas questões promovemos no dia 28 de março, na Brechoteca, o I Encontro da Beleza, encontrando a si mesma. Foi um dia muito especial, de forma lúdica propomos atividades que pudessem trazer a mensagem da diversidade presente na beleza, a apreciação de si mesmo e do respeito como o outro.

Desenhamos, dançamos, conversamos, contamos nossas histórias, assistimos vídeos da Carolina Monteiro, uma garotinha de oito anos que fala sobre seu cabelo Black maravilhoso e dá dicas de leituras, arrumamos nossos cabelos, soltamos as madeixas, encrespamos, enrolamos.  Tivemos a participação especial da Alessandra Leite, querida contadora de histórias, que compartilhou passagens da sua infância e nos ensinou como fazer dreads nos cabelos e outras possibilidades de brincar com eles!

Como parte da ação, confeccionamos espelhos personalizados para cada uma das meninas. Em cada espelho, elas escreveram frases atrás deles, para quando houver a necessidade de reafirmar sua beleza única e alimentar a auto-estima, possam reler e lembrar o quanto cada uma delas são belas e autênticas!




E para fechar o dia com chave de ouro, recitamos um trecho da poesia de Akins Kintê.

“Duro”
Por tê-lo e por ser belo
O cabelo
Querem zero, ou prende-lo
Eu não quero
E o barbeiro amarela
Na dele
Naquelas
Sem atitude sem negritude
O branquela
Não entende crespitude
Racismo
É engodo e sequela
Engorda os de lá
E os de cá esfarela

Zelo o crespo com fulgor
Negro zela com amor
Para entendê-lo
Berro, quirela, enterro
Aquela falsa abolição
Exijo mais pente afro
Menos ferro, menos favela.
Mais terra e condição

O duro não é o cabelo
São as escolas e suas deixas
O sistema e suas brechas
O crespo é toda uma vida
Quando livre as madeixas






sábado, 21 de março de 2015

Nova Programação da Brechoteca - Biblioteca Popular

Olá, pessoal!
Tem programação nova na Brechoteca - Biblioteca Popular!


Além das oficinas bimestrais que estão acontecendo desde o semestre passado, agora, em cada dia da semana, tem atividade especial para os leitores da biblioteca.
Tem aula de teatro, mediação de leitura, oficinas e na sexta o dia é livre para que os leitores decidam qual atividade irá acontecer.
Na sexta - feira passada, as crianças que frequentam a biblioteca ensinaram a fazer um pião de tampinha de garrafa pet, quem quiser saber mais, é só clicar aqui.


Na terça - feira iniciamos as aulas de teatro, realizadas pela nossa querida amiga Camila Bueno.
A Camila Bueno é educadora e atriz e está oferecendo as aulas voluntariamente, estamos muito felizes em tê-la com a gente! Agradecemos imensamente sua generosidade e disposição de compartilhar conosco os seus saberes :D
Nesse primeiro momento, a Camila propôs alguns jogos teatrais, atividades com o corpo e cada um se apresentou para o grupo, teve os que dançaram e cantaram, os que preferiram fazer um desenho, outros declamaram poesias e teve até malabares improvisado ;)
Quem quiser se inscrever é só entrar em contato conosco. Confiram a programação completa:






PROGRAMAÇÃO COMPLETA - MARÇO/ABRIL 2015.

Terças-feiras:
Oficina de Teatro - Orientação Camila Bueno
horário: 15h às 16:30 min.

Quartas-feiras:
Oficina de construção de instrumentos musicais e ritmos brasileiros
Orientação Geraldo Magela do Brasil
horários: 10h às 12h
               14h às 16h

Quintas-feiras:
Mediação de leitura - coletivo Achadouros de histórias
horário: 14h às 15h.

Sextas-feiras:
Programação livre
Jogos, brincadeiras, sessões de cinema, saraus ou atividades realizadas pelas crianças.

quarta-feira, 18 de março de 2015

Programação Livre: Aprenda a construir o seu próprio pião!

Olá, Pessoal!

Todas as sextas-feiras, a programação é decidida pelos leitores da Brechoteca que escolhem qual a atividade do dia que irão realizar

Na sexta-feira, dia 13, rolou a oficina de construção do pião de tampinha de garrafa pet com lançador.
Quem nos ensinou a fazer esse brinquedo foi o menino-brincante Mario Uchoa e o nosso querido amigo: o menino Alan Santos.



Essa duplinha pesquisou na internet e encontrou o passo a passo para construir o pião. Não contentes em construir cada qual o seu pião, ainda ensinaram as outras crianças à construírem os seus próprios piões, vejam só como é facinho de fazer.





Orientamos que um adulto acompanhe a atividade para supervisiona-los e ajuda-los na construção do brinquedo.

Para construir o seu super pião você vai precisar de:

2 tampas de garrafa pet com um furo no centro.

(o furo pode ser feito com um prego e as tampas precisam que as duas sejam da mesma marca para melhor encaixe das mesmas)

1 palito de churrasco
1 pedaço de barbante com tamanho aproximado de 15 cm.
1 pedaço de cano de pvc ou mangueira com tamanho de 5 cm a 7 cm aproximadamente e com dois cortes de 0,5 cm em uma das extremidades, para encaixe do palito.
Fita adesiva transparente.
Fitas adesivas coloridas para deixar a criatividade fluir livremente :D

Vamos ao trabalho!

Passo 1 - Corte o palito para que ele tenha o tamanho aproximado de 10 cm
e encaixe as tampas como nas fotos abaixo:


Não se esqueça de passar a fita adesiva fixando as duas tampas!



Passo 2 - Corte mais um pedaço do que restou do palito de churrasco e amarre no barbante.





Passo 3 - O Cano de PVC ou o pedaço de mangueira precisa ficar assim:


Dica para os adultos: Se você não tem tanta habilidade para cortar o pvc, orientamos utilizar o pedaço de mangueira, por ser um material mais maleável sendo assim mais fácil realizar os cortes necessários.


Passo 4 - Agora é hora de botar a criatividade e imaginação para funcionar: 

Decorando nossos piões com as fitas coloridas :D











E pronto! Aqui está nosso pião de tampinha de garrafa pet com lançador!



Assista no vídeo abaixo como brincar com o seu pião


E você, já construiu algum brinquedo?
Deixe seu comentário contando como foi!

sexta-feira, 13 de março de 2015

Como as histórias se espalharam pelo mundo?


                                                         "Raro é o sonho que começa e acaba na mesma noite. 
A verdade não está num só, mas em muitos sonhos." 
 (Provérbio Africano)




Bom dia, pessoal!


Ontem, em pleno dia do bibliotecário iniciamos mais uma ação especial em parceria com a Associação Aquarela: Recebemos um grupo de 30 crianças da associação em nossa mediação da semana, e nessa primeira atividade apresentamos o livro: Como as histórias se espalharam pelo mundo, do autor Rogério Andrade Barbosa e da Ilustradora Graça Lima.
O fio condutor desta história é um ratinho, que tudo ouve e tudo vê. Ele observa as múltiplas faces dos diversos grupos humanos que habitam o continente africano, em suas atividades cotidianas. Pelo olhar atento desse ratinho, os costumes, a religiosidade, as atividades econômicas, as histórias e o universo cultural de diferentes povos vão sendo mostrados.

Essa história foi escolhida por introduzir o tema da literatura africana no universo infantil, trazendo um panorama geral da cultura e dos hábitos dos povos africanos, dando o ponta pé inicial para as demais leituras a ser realizada em parceria com a Associação.
Foi uma tarde encantadora e que ampliou debates sobre a nossa cultura e o conhecimento sobre o continente Africano, seus povos e costumes e como as histórias chegaram até o outro lado do mundo!
Semanalmente iremos receber grupos de crianças e educadores da associação para as mediações de leitura. Abordando um tema específico, iremos apresentar sugestões de leitura intercalando com músicas e até filmes sobre o tema e também, incentivá-los á apresentar novas histórias, contadas por alguém ou inventadas por eles!
Agradecemos imensamente a parceria com a Associação Aquarela, que acreditamos ser uma potente forma de ampliar ações a favor do hábito da leitura e das práticas artísticas e culturais.
Vejam um pouquinho como foi o nosso dia:















Mediações de leitura na Brechoteca - Biblioteca Popular 
Quando? Todas ás quintas-feiras.
Que horas? 14 horas.













segunda-feira, 9 de março de 2015

Tarde de histórias com Alessandra Leite


Olá, pessoal!

Na última quinta-feira, recebemos a visita do CCA Aquarela, participando da programação do projeto Sarau do Binho - Programa Rumos - Itaú Cultural.
Foi uma tarde cheia de histórias contadas pela arte-educadora Alessandra Leite acompanhada pelo músico Guinão Oliveira.
Agradecemos á visita dos artistas e de todas as crianças do CCA Aquarela! 
Confiram as fotos abaixo:


























quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Oficinas artísticas na Brechoteca


Olá, Pessoal!
Estão abertas as inscrições para a oficina de construção de instrumentos musicais utilizando materiais reaproveitados. Iremos aprender com o músico, compositor e educador brincante Geraldo Magela do Brasil a confeccionar ganzás, pandeiros, reco-recos entre outros instrumentos que serão utilizados durante a oficina para a iniciação em ritmos brasileiros.
As oficinas iniciam-se dia 03 de março e acontecerão sempre as quartas-feiras em dois horários: Período matutino das 10 às 12h e vespertino das 14h às 16h.
Para se inscrever é só entrar em contato conosco por telefone ou email ou diretamente na Brechoteca.
Estão todos convidados :)